Depois do goy e highsexual, surgiram com o termo Bro-job. Essencialmente, é a mesma coisa: cara hétero que dá uma sarradinha no amigo (mas assim ó, sem viadagem!)

maxresdefault

Depois de rir e compartilhar diversos memes sobre o assunto, essa onda de neologismos relacionados ao mundo gay passou a me incomodar muito. A verdade, caro amiguinho goy que curte um bro-job com o colega, é que eu não dou a cara a tapa todos os dias lutando contra a homofobia que existe até dentro da minha casa pra me deparar com viado enrustido que se esconde atrás de rótulos alternativos.

Entendendo os termos

Goy (ou g0y) – nasceu um tempinho atrás, são homens que dizem se relacionar com outros homens, sem penetração nem romancinho.

g0y

Highsexual – “héteros” que curtem dar um rézinha depois de fumar um beck (tá boa, querida).

highsexual-abre

Bro-job – a famosa “mão amiga” que quem vê pornô gay já conhece. É o amiguinho hétero que dá uma mamada ocasional pra ajudar o colega a aliviar as tensões do dia a dia. Aí, para né.

Gay Couple

Chega de rótulos

Sempre fui muito contra rotular qualquer coisa, mas também sempre vi que havia uma necessidade. Afinal é bem mais fácil comprar um produto quando ele têm um rótulo. Só que com pessoas isso não funciona da mesma maneira. Por conta do terrível legado de algumas Igrejas criados muitos séculos atrás, crescemos escutando sobre formas corretas de se relacionar e ter uma família.

Porém, não existe fórmula pra nada. De repente a santinha que jurou encontrar o homofóbico perfeito para criar seus quatro filhos, descobre que ele dorme com o colega de trabalho quando diz que viaja a negócios. E que negócios, hein.

Você deve ser pelo menos bi

Esse papo de hétero que pega macho aqui e ali, ou só quando bebe, só quando fuma, só quando tira sangue, NÃO COLA. No mínimo você se interessa pelos dois sexos. Aliás, há quem diga que todos nascemos bissexuais (bom, eu não, sou viado mesmo). Mas negar que sente atração por um sexo e dar um nome pra isso, é meramente fugir da própria realidade.

Miga, se joga! Saia desse armário empoeirado e faça o que gosta de uma vez.

Digo isso porque conheço uma boa quantidade de “goys” por aí. Inclusive se você está lendo isso e pensando “vixe, falou de mim” pois é, essa foi pra você mesmo. Eu sei o quanto é terrível ficar escondendo o que gosta, já passei por isso, mas a verdade realmente liberta! Tem um mundo inteiro aqui fora desse armário pra você se encontrar.

Pior que trair, é trair com macho?

Essa eu realmente teria que consultar com algumas meninas pra saber se dói mais ou menos. Da forma que eu vejo é bem simples: além da traição, ainda há uma mentira. Dois desvios de caráter em uma pauzada só. rs

Aceita que dói menos

Se mesmo assim, você ainda defende o bro-job, eu sinto muito. Convenhamos, esse não é o último termo que veremos, sempre existirá novos formas de mascarar as verdades com as quais não conseguimos lidar.

Um beijo pra quem se identificou com esse texto, agora fecha essa abinha de porno gay aí do lado e vai responder sua namorada! 😉